Resenhas

Resenha: Frida Vingren – Uma Biografia da Mulher de Deus

capa-frida-vingren-biografia-da-mulher-de-Deus

O livro Frida Vingren: Uma biografia da mulher de Deus, esposa de Gunnar Vingren, pioneiro das Assembleias de Deus no Brasil, escrito pelo ministro do evangelho e teólogo Isael de Araújo, não se trata apenas de uma biografia, mas de uma reconstituição, com fotos e recortes, da trajetória pessoal de uma mulher cristã à frente de seu tempo. É raro encontrar obras tão ricas em detalhes pictóricos, depoimentos e fotografias, as quais ajudam o leitor a se orientar em suas mais de 180 páginas.

Mais que uma memória, uma história

O livro compreende 21 capítulos, que seguem uma ordem cronológica, desde o nascimento e a infância de Frida Maria Strandberg até os seus últimos anos de vida. O autor utiliza inúmeras fontes arquivísticas, como jornais, livros e depoimentos de familiares. Depois de ordenada missionária em 1917, Vingren chegou ao Brasil aos 26 anos. Casada com o missionário Gunnar Vingren e mãe de cinco filhos – Ivar, Ruben, Bertil, Margit e Astrid – ela afirmou: “Minha preocupação tem sido entregar-me inteiramente à obra do Senhor, com tudo que sou e que possuo. Também tenho vivido o mais possível negando-me a mim mesmo para fazer tudo por Jesus e por este país.” Com linguagem simples e de maneira acessível, essa publicação encara o desafio de apresentar ao leitor as principais informações sobre Vingren.

Ela foi redatora do jornal Mensageiro da Paz e realizou diversos cultos, inclusive em prisões, onde presos eram salvos e batizados nas águas. Em suma, são inúmeras as contribuições dessa mulher virtuosa, a qual compôs e traduziu/adaptou lindos hinos como “Bem aventurado o que confia”, “Se Cristo comigo vai”, “Estás carregado de tristeza e dor”, “Uma flor gloriosa” e “A mão no arado”, os quais podem ser encontrados na Harpa Cristã, hinário oficial da maioria das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus no Brasil. Vingren criou parte significativa da identidade musical assembleiana. Suas composições possuem uma beleza incomensurável que não podemos sequer pensar a Harpa Cristã sem seus hinos.

Certamente o leitor encontrará ricas descobertas que revelam um pouco dos bastidores, das amizades, dos combates e dos lugares que a missionária frequentava. Eis uma serva de Cristo que viveu intensamente o que está escrito em 1 Tessalonicenses 1.5: “O nosso evangelho não foi a vós somente em palavras, mas também em poder, e no Espírito Santo, e em muita certeza”.