Irene Pérez: Do Peru ao Brasil

Doutora em Engenheira de Alimentos da UNICAMP compartilha seu testemunho de conversão no Brasil.

Todos nós temos o livre arbítrio, o seu amanhã depende da sua decisão hoje. Na universidade não podemos nos isolar, mas precisamos buscar propagar o Evangelho de Cristo em comunhão com outros cristãos. Essa é a avaliação da peruana Irene Marivel Nolasco Pérez, cristã, doutorada da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e atuante no ministério estudantil Chi Alpha Campinas.

Nesta entrevista concedida ao XA Campinas, a pesquisadora peruana compartilha seu testemunho de fé e discorre sobre projetos brasileiros que podem servir de inspiração.

Como você conheceu a Jesus Cristo? Conte-nos um pouco sobre sua conversão.

Ainda quando criança, eu estava passando pela igreja e escutei cantar e olhei que as pessoas estavam felizes apesar de suas situações adversas, porque eu sabia pelo que elas podiam estar passando, mas ainda eles estavam cantando a Deus com muita alegria. Foi o que me atraiu à igreja, porque eu também queria ser feliz apesar das minhas dificuldades e responsabilidades. Foi assim que pedi para que meus pais me levassem. Fiz birra para conseguir ir à igreja, e foi meu pai quem me levou. Ele me deixava e voltava para me pegar, assim, comecei a conhecer de Jesus, depois assistia sozinha todos os cultos. A Escola Bíblica Dominical (EBD) era minha preferida, foi assim que eu fiquei sabendo da palavra de Deus, a qual ficou gravada dentro de mim. Por isso é importante levar as crianças à EBD e instruir ao menino no caminho do Senhor para que quando esteja velho não se afaste dele ou se ele se afastou possa retornar, o que aconteceu comigo. Na minha adolescência me afastei da igreja. Agora eu sei que foi a minha responsabilidade, porque muitas vezes nós olhamos para os nossos líderes e achamos que eles são perfeitos, mas o único perfeito é nosso Jesus Cristo. Só ele é o exemplo a seguir, porque só ele não falha, ainda quando nós falhamos, ele continua sendo fiel. Foram muitos anos de meu afastamento de Deus e da igreja, eu dizia que nunca mais voltaria na igreja antes que minha mãe falasse isso para mim, assim se passaram os anos. Eu fui filha pródiga. Eu me afastei na casa do pai, mas ele em seu infinito amor nunca me deixou. Ele foi atrás de mim como a ovelha perdida, ele derrubou tudo que me afastava dele, desfez todas as mentiras ao meu respeito e até permitiu que eu chegasse ao Brasil. Foi aqui (Brasil) onde eu voltei para meu Pai como filha pródiga, e hoje eu posso dizer que nada e ninguém me afastarão do amor de Deus e peço sempre a ele que a sua presença nunca me falte.

Por que você escolheu estudar no Brasil?

Foram várias as circunstâncias que me levaram a estudar no Brasil: (1) Perda da sensibilidade, já não mais sentia a dor das outras pessoas. A minha condição era boa no meu país. Tinha a minha família, casa, amigos e trabalho, tudo estava a meu alcance, não chorava mais e na minha vida sempre tive situações para enfrentar e superar, mas tudo estava muito confortável, eu precisava de mudanças; (2) Antes de vir (para o Brasil) já tinha tentado várias vezes obter uma vaga pela internet, mas não deu certo, assim falei para mim mesma que iria tentar pessoalmente e falar com os professores, caso eles me aceitassem tudo bem, e se não, continuaria viajando até encontrar minha oportunidade. (3) Desse momento por intermédio de outros colegas fiquei sabendo da UNICAMP, e por ser considerada uma das melhores universidades da área da Engenharia de Alimentos na pós-graduação e sobretudo porque não tinha que pagar para estudar, então fiquei muito interessada e era o que precisava para estudar a pós-graduação, só tinha que enfrentar a ausência de tudo, principalmente, de Deus na minha vida. (4) Não conhecia a ninguém, não sabia onde passaria a noite e não tinha vínculo com a UNICAMP, mas Deus é bom. Apesar de estar afastada da igreja por muitos anos, ele nunca me abandonou. É Deus quem abre portas onde não há portas ou fecha portas e tudo para honra e glória de seu nome. Deus que me trouxe para voltar a relacionar-me com ele, Deus continuou fazendo a sua obra na minha vida.

Você acredita que o evangelismo nas universidades é importante? Se sim, na sua opinião como os jovens devem evangelizar na faculdade?

Foto Irene Perez
Irene Pérez foi uma das pioneiras do XA Campinas.

Acredito que sim, muitos universitários precisam muito de ter paz dentro deles, ainda que eles não falem, eu acredito que se eles conhecerem a Jesus, suas vidas serão mais tranquilas e em paz, lidando com seus problemas, e falo isso por que uma vez eu estava no ônibus da moradia, então sentei ao lado de um moço. Ele estava escutando música. Aparentemente estava tudo bem com ele. Cantei em voz baixa “Em Fervente Oração” com todo o coração. Próximo da chegado ao ponto do ônibus, antes de descer, ele falou: “você me trouxe paz, eu estava intranquilo só que ao escutar a música você me tranquilizou”. De fato, foi o Espírito Santo de Deus que o tranquilizou. Nós temos que louvar a Deus onde quer que nós estejamos e falar de Jesus ligado ao Espírito Santo, porque é ele que faz a obra.
Podemos evangelizar aproximando-nos das pessoas que precisam de Jesus, mas primeiro para que isso aconteça nós devemos estar mais próximo, talvez poderíamos almoçar juntos, convidar para almoçar conosco aos que estão sozinhos e fazer amizade, porque assim teremos confiança de falar de Jesus para eles, outras maneiras de evangelizar seriam com teatro, coreografia conjuntamente com louvores, ensinamento de idiomas, palestras, retiros e convidar os que não conhecem a Jesus a esses eventos onde não deve faltar a palavra de Salvação. Além disso, nós temos que estar dispostos a abençoar suas vidas em todas as áreas, isto pode ser economicamente, psicologicamente, socialmente, assim eles veriam a Jesus Cristo em nós.

Sabendo que o projeto Chi Alpha Campinas objetiva pregar o evangelho de Jesus Cristo a todos e fazer do evangelismo pessoal, nosso estilo de vida, natural e permanente, como você vê a chegada desse projeto na UNICAMP, considerada umas melhores e maiores universidades da América Latina?

Com muitas expectativas de ver Deus trabalhar na vida dos alunos, professores, trabalhadores e o compromisso de todos nós ainda que estamos começando, mas buscando de Deus e a presença do Espírito Santo em nossas vidas e viver a palavra em nosso dia a dia com nossos atos, estando prontos para abençoar as vidas dos outros por amor a Jesus Cristo. Considero que o projeto dará seus frutos. A UNICAMP por ser uma das melhores universidades recebe pessoas de diferentes países. Através do projeto e nossas vidas, as pessoas poderão conhecer a Jesus e decidir viver sua palavra, assim eles serão os que continuarão espalhando o evangelho por onde eles estiverem, incluindo, os seus países de origem. Assim será acrescentada a divulgação do evangelho para honra e glória de Deus.

Deixe uma mensagem de motivação para todos aqueles que vão ler essa entrevista e vão ingressar em uma universidade ou já estão fazendo algum curso de graduação ou pós-graduação.

Todos nós temos o livre arbítrio, o seu dia de amanhã depende da sua decisão de hoje. O seu passado você não pode apagar e se tem algo que perdoar, perdoe e se libere da sua dor, faça a melhor decisão porque a universidade te oferece estudo ou diversão, mas você é quem decide. Além disso, você enfrentará muitas situações difíceis, não é fácil estar na universidade, novos conhecimentos e experiências você terá, é preciso focar-se no seu objetivo, mas também se lembre-se de que você sozinho não vai conseguir, se você já tem a Jesus na sua vida busque mais dele, busque conhecê-lo e experimente o que diz a sua palavra e, senão, tenha a ele decida por ele. Cada um de nós precisa decidir se vamos sozinhos na vida ou vamos com Jesus Cristo, porque foi ele quem me tem ajudado todo este tempo na faculdade. Decidir por ele é a melhor decisão, uma vez no mestrado tive que decidir entre uma disciplina ou pregar as crianças decidi pela segunda opção e foi a experiência mais extraordinária. Perdi a disciplina, mas Deus não me desamparou, pois eu consegui terminar o doutorado. Então, decidi que buscar em primeiro lugar o Reino de Deus é o melhor que nós podemos fazer em quaisquer circunstâncias. Deus é fiel a sua palavra.

0 Comentários

Fazer um Comentário