Resenhas

E agora, Darwin?

Capa do Livro A Caixa Preta de Darwin

“Sem números, não há ciência.” Frases como essa marcam a célebre obra “A Caixa Preta de Darwin” do Dr. Michael J. Behe. Famoso pela difusão da Teoria do Design Inteligente (do inglês Intelligent Design Theory), esse pesquisador tem se tornado referência na defesa da verdade. Para muitos ingressantes na universidade, a evolução pode aparentar algo inofensivo ou mesmo uma estratégia de Deus para criação do Universo. Falácia! Não se engane, o poder diabólico que se sustenta na chamada Teoria da Evolução é devastador. Mais como refutá-la? Existem exemplos de que ela não seria a melhor inferência para a origem da vida? A resposta é sim.

O Dr. Behe apresenta, cientificamente, inúmeras razões para descreditar a Teoria de Evolução, que para ser sincero nem deveria ser chamada de “teoria”. A sua obra em questão está dividida em três partes. Na primeira, intitulada “Abrindo a caixa” e dividida em dois capítulos, são apresentados fortes argumentos que embasam toda sua linha de raciocínio. Na segunda, intitulada “Examinando o conteúdo da caixa” e dividida em cinco capítulos”, o professor Dr. Behe descreve diferentes exemplos de sistemas complexamente irredutíveis, como por exemplo, o sistema de coagulação sanguíneo e a origem do sistema imunológico. A respeito deste último, segundo esse nobre inteligentista: “Como cientistas, estamos ávidos por compreender como esse mecanismo esplêndido surgiu, mas a complexidade do sistema frusta todas as explicações darwinistas.” (BEHE, p. 202, 2019). Na terceira e última parte, intitulada “O que a caixa nos diz” e dividida em quatro capítulos, são discutidas questões sobre o design, ciência, filosofia e religião, além da química da vida.

Em suma, recomenda-se a leitura deste livro para todos os que desejam seguir os fatos e não as vãs filosofias. Quando lemos na carta aos Romanos 1.20 que “(…) desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder como a sua divindade, se entendem e claramente se veem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis”, trata-se de uma alerta para apenas olharmos, atenciosa e cientificamente, ao nosso redor e declarar veemente: “não tenho fé suficiente para crer na evolução”.

 

Detalhes do Livro

A Caixa Preta de Darwin
Autor:
Michael J. Behe
Editora:
Editora Mackenzie; 1ª Edição (19 agosto 2020)
Número de páginas: 308 páginas
Comprar LivroComprar e-Book


Carlos Alberto da Silva Júnior é doutorando na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e membro da Igreja Assembleia de Deus em Campinas. Atua no ministério estudantil XA Campinas desde sua fundação.